22 de dezembro de 2010

Presentes de Natal - Parte I

Este ano resolvi pôr mãos à obra e levar mais a sério esta história de fazer presentes para oferecer. O consumismo desenfreado desta época, a tendência que temos para comprar presentes por comprar, muitas vezes sem pensar um minuto na pessoa para quem estamos a comprar, deixa-me um bocado deprimida e dá cabo de qualquer resquício de espírito Natalício. Ainda não foi desta que envolvi os miúdos na preparação dos presentes, quem sabe para o ano...

Então, dediquei-me à minha arte preferida actualmente, a costura, e resolvi perder o amor aos metros e metros de tecidos importados que tinha empilhados nas minhas prateleiras. Tecidos lindos que fui encomendando online e que usava apenas para olhar para eles e imaginar as combinações que podia fazer e as peças que dali podiam sair. E este ano dei uso à tesoura e usei alguns deles para os presentes de Natal.

Fiz presentes para os bebés que nasceram nos últimos meses (e para um que está para nascer em Janeiro), uma bolsinha para o boletim de saúde e os documentos mais importantes, com a inicial:



Fiz presentes para tias, primas e amigas... para algumas fiz organizadores de carteira:





Fiz (e ainda estou a terminar) muito mais coisas. Algumas ainda não posso colocar aqui porque vão ser surpresa, mas vou postando à medida que as for oferecendo.

Green Grocery Bag Challenge - concretizado!

Quando publiquei aqui o desafio "Green Grocery Bag Challenge" não acreditava que fosse mesmo capaz de o concretizar. Mas este ano levei a coisa a sério e fiz quase 50 sacos de atilhos (tipo saco de pão) com uns tecidos que tinha cá em casa à espera de destino, comprados no Ikea no Natal de 2008. Temos oferecido os nossos presentes nestes saquinhos (sim, o nosso Natal já começou) e a verdade é que faz toda a diferença: menos papel que se compra, menos lixo que se faz a desembrulhar e um saco reutilizável que se oferece para além do presente propriamente dito. Para além do facto de ser muito mais bonito do que alguns papéis de embrulho que por aí andam...


Usei 4 padrões para os sacos, dois mais adultos (o vermelho e o azul/branco/vermelho) e dois mais infantis, isto porque entre família e amigos há muitas crianças.



O saco pode ser usado para os mais variados fins: saco de pão, saco de lanche, para levar o equipamento de ginástica, para a muda de roupa para a escola das crianças, para organizar a mala de viagem (para a roupa interior ou os sapatos...). Enfim, poderá substituir alguns sacos de plástico e fica muito mais giro do que um saco com um logotipo do supermercado.

8 de dezembro de 2010

Pasta estilo "Livro/Stand-up" para o Tablet

Por questões de necessidade pessoal, fiz há dois dias uma cobertura para tablet do estilo Livro/Stand-up (inspirada nas capas de couro ou plástico que já existem para este tipo de equipamentos). Esta capa cumpre várias funções:


- Protege o tablet de riscos, quebras e pó;


- Quando aberta permite utilizar o tablet como um livro (para ler eBooks, por exemplo);






- Quando aberta e dobrada, serve de Stand-up, permitindo colocar o tablet inclinado pousado numa superfície, para ver filmes, trabalhar, navegar, etc.

Esta capa foi feita à medida para o Samsung Galaxy Tab, mas pode ser feita para outros modelos de tablet ou eBook Readers (iPad, Kindle, etc). Por dentro tem placas de plástico semi-rígido para proteger e sustentar o peso do tablet, revestidas por material almofadado. O exterior é em algodão e elástico.

29 de novembro de 2010

Nova Loja Maria Café

Finalmente consegui terminar a minha nova loja Maria Café.

Numa nova plataforma, com mais funcionalidades e flexibilidade. Não cumpre a 100% as minhas necessidades, gostava que fosse um pouco mais personalizável, mas é bem mais flexível que a anterior e consigo pelo menos criar mais páginas de informação e gerir a BD de encomendas directamente no backoffice.




Visualmente também me parece que ganhou muito, com um cabeçalho muito colorido que posso alterar conforme me apetecer, menus mais fáceis de entender e também mais coloridos. O funcionamento da página é muito intuitivo e espero que as minhas "freguesas" (e fregueses, que também tenho alguns...) gostem deste novo cantinho.


Continuo a oferecer 3 formas alternativas de pagamento: Paypal (agora automático), Multibanco (este ainda não consegui automatizar, lá está...) e à cobrança.

Se detectarem bugs ou tiverem sugestões ou comentários, estejam à vontade para me deixar um comentário a este post ou escrever-me para: mariacafe@netcabo.pt

15 de novembro de 2010

Mais uma bolsa para portátil: para a Andreia



Este conjunto foi encomendado pela Andreia, para o MacBook Air de 13". A mala principal tem fecho éclair e duas pegas. A Andreia pediu-me uma bolsa à parte para guardar a drive externa do MacBook.



Espero que a Andreia goste do resultado!

8 de novembro de 2010

Green Grocery Bag Challenge

O blog/site Sew, Mama, Sew! lançou hoje um desafio, como já é hábito quando se aproxima o Natal.

Este desafio consiste em levar as pessoas a substituir o papel de embrulho que habitualmente usam por uma sacola reutilizável, feita em tecido. Desta forma, o ambiente é duplamente protegido: por um lado usa-se menos papel, por outro oferece-se um saco que pode ser utilizado em várias ocasiões durante todo o ano, substituindo pelo menos uma centena de sacos de plástico.

No ano passado ofereci alguns sacos destes, feitos por mim, a amigas e familiares. Não substituí o embrulho pelo saco, não me lembrei dessa ideia... este ano, se conseguir, vou oferecer pelo menos alguns dos presentes num saco de tecido, em resposta a este desafio.

Participem também, não custa nada! Basta ter uma máquina de costura, umas sobras de tecido e algum tempo. Estes sacos são muito simples de fazer e tornam-se muito úteis. Para saberem mais juntem-se à página de facebook do desafio ou vão ao blogue Sew, Mama, Sew.

Mine Vaganti

Não estava à espera, confesso... num sábado à noite, cansada depois de um dia animado, com babysitting de oferta, resolvemos ir ao cinema. Nada de extraordinário em cartaz, mas este filme desperta-me a atenção e já tinha visto um comentário positivo no facebook. Arriscámos. E ainda bem!



Um humor muito inteligente, muito à italiana, com uma capacidade única de se auto-ridicularizar, de apontar cada preconceito, cada característica. Uma banda sonora genial, cenários maravilhosos do sul de Itália, personagens muito bem concebidas... tudo embrulhado na musicalidade única do idioma italiano, que eu adoro. Ah, e também achei muita graça ao actor principal...

5 de novembro de 2010

Encomenda para oferecer

Fiz mais um conjunto de mala e sling, mais uma vez com o tecido Birds (um best seller...). Este conjunto tem o verde lima por dentro, que também fica muito giro.




A mala tem dois bolsos interiores com elástico, ideais para colocar algumas fraldas e as toalhitas. Tem mais dois bolsos para colocar documentos ou o telemóvel. No exterior tem um bolso gigante com fecho de correr muito útil para colocar os pertences da mãe. A alça é regulável.

Bolsa para portátil - à medida

Esta bolsa para portátil foi uma encomenda. Foi feita para um portátil de 10,1'', com base nas medidas dadas pela compradora. Como foi feita "à distância", espero que o portátil tenha ficado bem...



Alterei um pouco o molde que usei... em vez do fecho com velcro usei um fecho de correr. Funciona melhor assim e sinto que o portátil fica mais seguro com um fecho de correr. Gostei do resultado final e espero que a nova dona também tenha gostado!

5 de outubro de 2010

A bolsa para o MacBook


Finalmente fotografei as bolsas para portátil que fiz com sucesso. Na minha primeira tentativa de fazer uma capa para o meu MacBook 13'' baralhei-me entre os sistemas de medidas (métrico e imperial) e saiu uma coisa esperta, que serviu no notebook de 10'' da minha mãe. Recentemente resolvi tentar novamente e saiu uma capa para o meu MacBook e outra para um MacBook Pro de 17'' bem jeitosas. Cá vão as fotos...





 Ambas são acolchoadas e forradas a flanela. Usei o mesmo molde que da primeira vez mas, novamente, acrescentei pormenores: têm uma bolsa onde cabe o carregar e o rato e uma pega para transporte. Fecham com velcro. Desta vez correu bem!

4 de outubro de 2010

Para a minha biblioteca...

... mandei vir novos livros sobre costura em geral e malas em particular. Um deles, da minha designer de tecidos e moldes preferida desde que me lancei nesta aventura (Amy Butler), chama-se Style Stitches e é um dossier com instruções para fazer 26 malas a partir de 12 moldes. Como sempre, muito bem concebido, fotografado e encadernado, até tenho medo de lhe mexer. Tem algumas malas que adoro, outras não são propriamente uma novidade, mas vale a pena folheá-lo:



Dá vontade de dizer, como ouvi uma miúda uma vez a dizer com o nariz encostado a uma montra de brinquedos: "Gosto desta, gosto desta, gosto desta...". Gosto muito desta última... perfeita para o meu MacBook, ou mesmo para o meu quiçá futuro iPad...

Outro livro que me chegou hoje às mãos foi o The Bag Making Bible, primeira publicação de Lisa Lam, a proprietária deste Blog sobre confecção de malas e desta Loja especializada em materiais para a confecção de malas. Sou leitora de um e cliente da outra...


Este livro é de facto uma bíblia para quem quer costurar uma mala. Tem dicas e instruções para todos os passos da confecção de uma mala, desde a escolha dos tecidos à aplicação das alças, passando pela utilização de moldes, colocação de vários tipos de bolsos, escolha do enchimento (baeta), colocação de fechos, etc. E ainda dá, de brinde, 8 moldes e instruções para 8 malas diferentes. Tudo devidamente ilustrado com fotos e esquemas muito claros e elucidativos. Sim, chegou-me hoje às mãos, mas já estive a esmiuçá-lo durante a hora de almoço e digo-vos: fiquei com vontade de inventar uma dor de barriga e ir directa para casa fazer uma malinha! Assim uma simples e básica como esta:


E, bom... ainda me chegou mais um livro, este sobre bonecos. Ainda não o vi com olhos de ver, mas a minha primeira impressão é que merece um post só para ele! Será que é este ano que eu faço uns bonecos para oferecer no Natal? Vamos ver...


23 de julho de 2010

"A Imitação é a mais sincera das Lisonjas"

Hoje deparei-me com uma tentativa de imitação. Quer dizer, eu nem sei o que lhe chame... uma pessoa resolveu fazer slings (não é novidade, nem fui eu que os inventei) e publicitá-los através do Facebook (também não é novidade nenhuma) e de foruns sobre o tema da gravidez e dos bebés (menos novidade ainda). Até aqui, portanto, tudo bem! Não é nada que eu não tenha feito...

Que faça slings, ora bolas! tem tanto direito como eu, longe de mim reivindicar a invenção do conceito e da patente... O que não falta é gente a fazer slings, o difícil é encontrar a forma de marcar a diferença. Que os faça por metade do preço, por mim tudo bem... aí entra a distância que separa a caridade do investimento. É uma estratégia... Agora, que venha ao meu site e copie LITERALMENTE texto das minhas Perguntas Frequentes sobre os slings para um post promocional no forum De Mãe Para Mãe, isso já me causou alguma espécie... é que copiou palavra por palavra! E nos seus posts nesse forum assina com o seguinte: "A imitação é a mais sincera das lisonjas." Será suposto sentir-me lisonjeada? Estranho... é que eu sinto-me mais assim para o roubada. Vá lá que não me levou o logotipo, mas também era o que faltava!

O mais giro é que num post sobre os meus slings, iniciado por uma cliente minha, ela diz a seguinte frase: "Os slings Maria Café também são óptimos!" Aqui sim, senti-me lisonjeada!

Bem, pelo menos da autoria dela tem estas duas pérolas, a frase da lisonja e o "elogio" aos meus slings.

Enfim, nem sei o que diga mais...

22 de julho de 2010

Que saudadinhas!



Hoje os meus filhotes vieram ver-me. Que saudades que eu tinha dos corpinhos deles, das carinhas, de os apertar e de os beijar. O João, muito falador, contou-me mil e uma coisas, disse-me que tb tinha saudades minhas, mas o que ele queria mesmo era falar com os meus médicos. Devia querer o report sobre a minha saúde: se comi a sopa e os bróculos (e como os tenho comido... blhargh!), se já estava a ficar forte e se podia ir para casa depois do fim de semana. O Zé vinha ao colo, quando me viu fez um ar muito surpreendido e disse: "A mãe!" como quem diz: "Afinal ainda existes e estavas aqui escondida neste sítio esquisito!". Ao início o Zé não queria nada comigo, deu-me um beijinho e abraços, mas colo nem pensar... eu estava com o soro do antibiótico... isso e o facto de não me ver há mais de uma semana terão contribuído para essa estranheza. O João estava na boa e até achou graça ao cateter e ao soro... acho que vai para médico! Hipocondríaco como os pais e com esta leveza em relação a hospitais, quer-me cá parecer que vai seguir a carreira! Brincaram, conversaram o João quis ver o meu quarto, assim meio a correr. No fim, o João despediu-se muito bem de mim (já sabia que eu ia ficar cá) mas o Zé começou a querer chorar e a dizer "Não! Meu Mãe!"Vá lá que chegou um amigo para a visita e distraiu-o para eu fugir para o quarto.
Foi muito bom! Esta visita deu-me um novo alento para os dias que se avizinham, longos e entediantes. Já recebi duas chamadas com saudades, mas é natural. No início da semana vêem cá outra vez!
Entretanto, já tenho autorização para ir dar uma volta ao exterior, sem sair do perímetro do hospital. Amanhã vou dar uma voltinha! Já tenho roupa para sair e tudo!!!! Vai ser estranho respirar ar "puro"!

21 de julho de 2010

Listeria: ela existe...



Grávida de 14 semanas, praticamente ultrapassados os enjôos e a fase crítica, sabendo já que à partida seria um menino, comecei com febres que mal cediam ao paracetamol. Ao final de 3 dias com a febre cada vez mais alta, a conselho da médica dirigi-me às urgências de obstetrícia do S. Francisco Xavier onde me fizeram análises. O resultado foi plaquetas muito em baixo e um índice de infecção elevadíssimo. O bebé estava optimo. Mandaram-me para as urgências gerais, onde me fizeram mais análises e RX ao torax e resolveram manter-me nessa noite em observação. Ao final do dia comecei com perdas de sangue, contracções esporádicas que depois se tornaram regulares e assim estive essa noite e o dia seguinte, em repouso absoluto e sempre seguida por uma equipe de médicos e enfermeiros fantástica. Fui vista e avaliada por vários médicos, sempre a darem-me updates sobre a evolução das minhas análises mas sempre sem resposta sobre o que realmente se passava. Ao final do dia as contracções pioraram e acabei por perder o bebé e fazer uma curetagem.

Depois da curetagem fiquei duas noites nos cuidados intensivos, sempre a melhorar, a febre não voltou nem tive mais dores e os níveis das análises começaram a normalizar. Ao fim dessas duas noites passei para os cuidados intermédios, onde me disseram que tinham encontrado a bactéria Listeria no meu sangue, que provavelmente esta se teria alojado no feto provocando um chamado síndroma de Hellp de origem infecciosa. Ao que percebi no síndroma de Hellp há algo que faz com que o bebé ataque o sistema imunitário da mãe (neste caso seria a tal bactéria), pondo-a doente e podendo levar desde à morte fetal ou até a consequências piores. No meu caso ou a bactéria ou o síndrome atacaram-me o fígado, que entretanto também está a melhorar.

Ontem, depois de 3 noites nos cuidados intermédios, passei para uma enfermaria. As análises já estão todas normais, mas como esta bactéria para além de rara é muito perigosa, o antibiótico é muito específico e tem de ser levado de forma rígida até ao fim. E são mais 6 dias de antibiotico intravenoso de 4 em 4 horas, pelo que não posso sair antes de 3ª ou 4ª da semana que vem.

No meio disto tudo eu estou bem, a fazer o luto desta perda longe da minha família (tirando as horas de visitas que agora são mais alargadas), que é o que mais me custa. Apetece-me apertar os meus filhotes, ouvir as vozes deles e receber os beijinhos deles, mas as unidades em que estive até agora não permitiam (nem eu queria) visitas de crianças. Agora parece que vou poder combinar com a enfermeira chefe uma visita fora do quarto, vai ser bom! De resto, a vida continua e é preciso olhar para a frente. O que não nos mata torna-nos mais fortes... e eu tenho muito a que me agarrar quando me sinto a ir abaixo.

A Maria Café, coitada, ficou para segundo plano. Estive 3 dias sem acesso a comunicações, mas desde então tenho respondido aos e-mails. As encomendas, que continuam a entrar, serão respondidas por ordem de chegada quando eu voltar a casa, daqui a uma semana. Prometo tentar "aviar" tudo o mais depressa possível. Agradeço a vossa paciência...

Grávidas: cuidado com queijos de pasta mole (brie, camembert, queijos azuis), carne e vegetais mal cozinhados, saladas e fruta mal lavados, enlatados... não misturem comida crua com comida cozinhada, aqueçam bem a comida cozinhada que ficou no frigorífico, lavem bem as facas e tábuas de cortar legumes e carne. Não facilitem, não relaxem...

Mais informação sobre a listeriose:
http://www.medic8.com/healthguide/articles/listeria.html (em inglês)
Podem procurar no google por listeria ou listeriose, existe bastante informação.

18 de junho de 2010

Novidade na Maria Café: Pouch Sling Regulável!

Utilizando um sistema inovador, o Pouch Sling Regulável pode ser partilhado entre pessoas de tamanhos diferentes. Poderá ser usado pelo pai e pela mãe, por exemplo, bastando para tal regular o tamanho para a medida correcta.
A fivela de segurança especial, com dentes de reforço que fixam as correias do sling, garante que depois de regulado o tamanho o bebé fica completamente seguro dentro do Sling.

Para regular o tamanho, puxe a correia até ficar com a medida correcta. A parte inferior do sling deve ficar à altura da sua Barriga/Umbigo. Depois de estar no tamanho correcto, a utilização do sling é idêntica à de um Pouch Sling não Regulável.
 Para voltar ao tamanho original, levante a patilha da fivela de segurança e abra o sling.
O Pouch Sling Regulável serve a maioria dos tamanhos, do XS ao XL.

Um estilo diferente, de acordo com a moda e muito romântico...

Os novos Tecidos para Slings da Maria Café têm tudo a ver com a tendência deste Verão: florais românticos, de inspiração Inglesa, muito, muito tranquilos!

O Floral Acquarella:


E o English Roses:

Como sempre, tecidos 100% algodão, muito confortáveis e seguros para o bebé!

16 de maio de 2010

Mais T-shirts

Para o menino...



E para a menina:


 Estas duas foram feitas para oferecer ao Vicente e à Ritinha.








14 de maio de 2010

Mais uma encomenda especial

Encomenda do Nuno, para a filha Matilde. Mais uma princesa...

Uma t-shirt, uma toalha de praia e um kit pequeno pintor, tudo em tecidos muito mimosos e femininos e com uma aplicação estilo monograma muito personalizada:





Nuno: depois quero fotos das peças na pricesa!

Estela, eu sei que falta a toalha e o Panamá da Maria! São os próximos. Também, acho que com o tempo que tem estado ainda não fizeram muita falta, certo?

25 de abril de 2010

Uma encomenda personalizada

Esta demorou a fazer... foi uma encomenda personalizada feita por e-mail e adorei cada passo da sua concretização.

Então foi:
- Um Sling Birds com Rosa;
- O porta-documentos igual;
- Uma mala para as fraldas;
- Um saquinho Porta-chuchas.


A mala, que foi a peça que mais gozo me deu por ter pensado em cada pormenor que uma mala deste género pede, tem vários bolsos e bolsinhos, alça regulável, um bolso gigante atrás para as coisas da mãe e fecho magnético. A base é a das malinhas que já fiz para as miudas, mas maior e os pormenores foram todos pensados para esta encomenda específica.




Eu adoro este tecido. De tal maneira que tinha feito uma mala inicialmente mas ficou com algumas imperfeições e ligeiramente pequena... ficou para mim! Também tenho direito a ficar com peças minhas para mim, certo?
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...