15 de julho de 2011

Ele há cenas...

Acabei de ser acusada na minha página de Facebook de copiar um trabalho feito em Setembro de 2010 (ou pelo menos publicado pela autora no seu blog em Setembro de 2010). E com que peça, perguntam-me vocês, fiz eu tamanho desplante??? Com uma peça publicada aqui pela primeira vez em Janeiro de 2010...


Ora, além de ser uma copiona sem vergonha, completamente descarada, ainda tenho o poder da predição. Porque no Natal de 2009 fiz uns lindos estojos de pintura para oferecer a algumas crianças familiares e amigas, copiando um trabalho que só seria publicado 9 meses depois! Impressionante! Esta é uma capacidade que eu sabia que tinha, mas que nunca tinha visto provada! Não vou aqui publicar o link para o trabalho original de Setembro de 2010, que descaradamente copiei, porque não sou dessas coisas! Só faço publicidade gratuita a quem a merece...



A pessoa que teve a clarividência de publicar um link para o seu blog, reclamando a propriedade da ideia (nem eu tenho o desplante de a reclamar, visto que assumo que me inspiro em trabalhos de outros, neste caso não portugueses!) teve a também clarividência de apagar o post umas horas mais tarde. Fez bem... porque eu ia já usar o seu post para publicitar a minha capacidade de prever o futuro e, quem sabe, fazer algum dinheiro com isso. Nem nisso seria original!

Enfim, não seria eu mesma se não partilhasse convosco esta minha prevaricação!

Vou só ali num instantinho ao futuro copiar umas cenas que só vão ser publicadas pelos seus criadores daqui a uns meses... com licença!

1 comentários:

Anónimo disse...

Olá Inês,
Por um lado tem razão mas quando vi algo parecido ao meu trabalho fiquei mesmo revoltada... mas tem razão não tenho provas... Por outro lado não foi o estojo em si que achei copiado,pois existem imensos, nem tao pouco o tecido... Mas sim estarem os mesmos animais no estojo...
Não analisei o seu blog e por isso não vi a data, vi apenas no facebook... Se diz que foi antes de mim ( e vi agora através do link), e eu tenho a certeza que não copiei por ninguém, pois também não é o meu hábito...
Agora fico esclarecida que também não o fez e apresento as minhas desculpas. Apaguei o que escrevi porque não quero alimentar este tipo de situações, ainda que tivesse razão para tal. Apesar de perceber agora que não tenho.
Talvez a Inês chame a minha atitude falta de profissionalismo, eu prefiro chamar apenas uma explosão emocional, ainda que não fundamentada.
Foi mesmo muita coincidência então termos feito um estojo com o mesmo tecido e no mesmo desenho. Bom pelo menos serviu-me para aprender que devo de ter mais calma e não julgar sem provas.

Assim sendo, apresento as minhas desculpas.

Rute

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...