4 de abril de 2012

Eu sou do tempo...

Chegar aos quase 37 anos (!) e dizer isto pode parecer estranho, embora o meu "eu" de 6 ou 7 anos considerasse os adultos da minha idade uns autênticos velhos. Mas sim, eu ainda sou do tempo em que muitas coisas eram completamente diferentes... Não vou falar da crise (credo, que horror), não vou falar do clima do planeta, nem sequer dos desenhos animados e das brincadeiras que tínhamos "no meu tempo". Vou falar de alguns conceitos que evoluíram de forma drástica desde que eu tirei o curso, por exemplo.

Formei-me em Publicidade e Marketing na ESCS nos anos de 93/96... na altura o Marketing não era o que é hoje. Os conceitos básicos que aprendi se calhar ainda se aplicam - embora a teoria muitas vezes não passe disso, de teoria, e dificilmente se aplique à prática - mas a prática, a forma de fazer as coisas, essa, mudou radicalmente. Posto isto, eu ainda sou do tempo em que "www" era um erro de digitação para  a "WWF" do pandinha, "online" era uma tradução de "em linha" e usava-se apenas ao telefone ("estás em linha?") e "perfil" era quando uma pessoa virava a cara de lado para a fotografia - a propósito, nunca gostei muito do meu. As expressões "googla aí isto", "vê na wikipedia" ou "feed RSS" não existiam nem na nossa imaginação.

Na cadeira de informática no início da faculdade aprendi programas de folha de cálculo e base de dados que hoje em dia já não existem. Fiz trabalhos de grupo que imprimi com uma impressora de agulhas! E não foi assim há tanto tempo... Também é verdade que apanhei a informática numa era de mudança e no final do curso já trabalhávamos em ambiente windows, quando fiz o programa Erasmus por vezes comunicava com amigos e família por e-mail e fiz pesquisas online para a monografia de final de curso.

Lembro-me de assistir a uma conferência sobre Internet ainda durante a faculdade e de ter ficado embasbacada com o conceito... uma rede mundial? em que acedemos a conteúdos como se estivessem no nosso computador? e podemos fazer compras em lojas que estão na Internet? "Yeah, right! As if..." Pois...

Claro que desde que comecei a trabalhar sempre usei a Internet como ferramenta de trabalho, para pesquisas, comunicação, lazer, etc... mas nunca imaginei que chegasse a este ponto. Aquilo que hoje é o marketing não vive sem Internet. Se não estás online, não existes! E caminhamos para o "se não tens perfil/página no Facebook não existes". Quando preciso de um produto ou serviço, a primeira coisa que faço é procurar online. Se não tem perfil no Facebook ok, ainda não chegou lá. Se não tem site começo a ficar frustrada e vou às Páginas Amarelas da Internet procurar um número de telefone ou e-mail que possa usar. Se não está nas "PAI" ou noutro directório do género, então não existe mesmo!

Hoje em dia, com os smartphones e tablets estamos online 24 horas por dia. Com o Facebook podemos (ou às vezes não temos opção ou não sabemos como evitá-lo) partilhar cada passo que damos com centenas de "amigos" e pessoas que não conhecemos. Com todas as vantagens e ameaças que isso contém...

Eu sei que não estou a falar de novidade nenhuma, mas sou como uma mãe (passe a comparação porque sou mesmo uma mãe) que, ao 3º filho, em que nada deveria ser surpresa, fica entusiasmada quando ele sorri ou pega num brinquedo pela primeira vez intencionalmente, quando ele, ao fim de um mês de tentativas mais ou menos frustradas de lhe dar a sopa, finalmente abre a boca voluntariamente quando vê a colher e não cospe 90% do conteúdo sem engolir ou quando o ouve palrar consigo próprio durante horas, todo contente.

Fico igualmente entusiasmada e surpreendida quando coloco algo no Facebook da Maria Café e vejo a reacção das pessoas, os gostos, as partilhas, os comentários, as visitas ao site... e assustada! Se em menos de 20 anos isto (o marketing) evoluiu assim, o que será daqui a uma década? 5 anos...? 2 anos? Há 5 anos o Facebook em Portugal era uma coisa estranha de que alguns geeks falavam. Hoje até os meus pais têm Facebook!


Enfim, eu sou do tempo em que não havia telemóveis, Internet, televisão que grava, volta ao início do programa ou que dá para pôr em pausa para ir à casa de banho. Era feliz? Era! E hoje também sou, mas de uma forma tecnologicamente muito mais avançada!

0 comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...