31 de maio de 2012

Do profissionalismo (e da falta dele)...

Hoje estou profissionalmente triste, zangada... furiosa, quase. Nem sei porque é que ainda me entristeço com estas coisas, talvez porque sou ingénua (tanto a nível pessoal como profissional) e confio nas pessoas à partida, eventualmente porque sou uma optimista, seguramente porque tenho valores e acredito neles, mas há coisas que seria incapaz de fazer! Enfim...




Com tudo o que já vivi, já não devia ser tão ingénua, é verdade... mas ao mesmo tempo é o optimismo que me faz ser ingénua e acreditar que se eu tenho valores e acredito na ética, os outros também devem ter e retribuir-me da mesma forma. É um engano, eu sei... mas gosto mesmo de acreditar nisto e acho que isto faz de mim uma pessoa melhor. Mais estúpida... mas melhor!

E hoje, além de triste, zangada, furiosa, sinto-me estúpida e enganada. Não é nada de importante, nada que me afecte profissionalmente, a Maria Café continua de vento em pôpa. Nem me afecta a nível pessoal porque graças a Deus tenho uma vida bem preenchida e feliz a esse nível. É mesmo uma formiguinha, uma ervilhinha debaixo do colchão que me está aqui a fazer uma ligeira comichão. Isto passa!

Também acho que não vale a pena entrar em grandes pormenores, o importante é perceber o erro e aprender a lição. Aprender (se calhar - alô!!!!) a partir do princípio que os outros não são como eu, a ética profissional é uma excepção. E passar a dar confiança gradualmente, passo a passo. Isto de ser optimista tem os seus revezes....




1 comentários:

Carla Zenóglio de Oliveira disse...

Concordo plenamente...Nunca deixes de continuar, o teu trabalho é único :))

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...