1 de maio de 2012

Truques para disfarçar as gordurinhas I: as calças

As calças são um item básico da indumentária do dia-a-dia. Há-as para qualquer ocasião: Trabalho, laser, cerimónia, desporto, etc... Quando vamos escolhê-las, é importante ter em atenção vários factores: o tipo de corpo, os locais onde residem as gordurinhas teimosas e, claro, o nosso gosto pessoal.

Vejamos:

- Calças de ganga: um básico indispensável em qualquer armário. Eu tenho-as às dezenas (alguns pares por tamanho, que isto de ter tido 3 filhos fez-me passar do 36 ao 44 e voltar por 3 vezes). Se a barriga cá ficou, o ideal é optar por um corte com cintura regular ou subida... é que ficar com o rolo a sair pela cintura descida das calças é do pior! Os americanos têm uma expressão duplamente deliciosa para esse rolo: chamam-lhe "Muffin Top"(ou "Topo de Queque"). E porquê? Porque a parte de cima do queque, a que sai da base de papel, é tal e qual. E é a parte mais deliciosa do queque. Em nós não é tão bom, ora veja:




Eu tenho um problema grave de Muffin Top... e quando as calças começam a ficar-me largas acontece algum muito desagradável: elas descaem do lombo para a anca e lá fica o excesso de fora. Solução: usar um cinto para segurar as calças no lugar (não é um cinto decorativo, atenção... é um cinto funcional, por dentro das presilhas). A parte boa é que ter de usar cinto é bom sinal!

Outra dica sobre o feitio: o corte de perna a direito ou bootcut favorece as mais cheínhas. Ajustadas na parte superior da perna e largas em baixo, maravilha. E se forem escuras com as pernas aclaradas até ao joelho melhor ainda! A seguir tem alguns exemplos de calças que nos podem favorecer. Claro que as modelos não precisam de usar calças assim porque vê-se que qualquer trapinho lhes assenta bem... mas vejam lá se não concordam que parecem (ainda) mais magras e esguias assim:





Este modelo da Salsa é um bom investimento para quem usa muito calças de ganga. Digo investimento porque estas calças são assim "pró carote". Eu da Zara e da H&M até tenho alguns pares, da Salsa não (why not?!?!)... mas diz quem tem que este modelo vale muito a pena e os meus olhos já o confirmaram!

Se for para usar com botas por fora - e, se for gordinha de rabo, só nesse caso - pode usar umas slim. Mas a cor ideal continua a ser a escura pré-lavada. Se a sua zona problemática (ainda) é o rabo, então evite a combinação calça slim com sapato, sandália, sabrina, tudo o que não sejam umas botas de cano médio ou alto por fora das calças. É que a calça slim, como o nome indica, emagrece mas é só nas pernas. Duas perninhas de canivete só vão fazer sobressair o seu ponto fraco - o rabo!

Se tem perna boa e bonita mas não tem rabo, então as slim são uma boa opção, mas escolha umas com a cintura regular ou subida (lembre-se do Muffin Top).

Além disso (e aqui contra mim falo), que cena é esta de as mulheres insistirem em comprar o número de calças abaixo do que deviam usar? É psicológico? Deve ser... "Ah, e tal, isto de entrar num 38 não é para todas, e até consigo abotoar, por isso tomem lá que já uso este tamanho! Fica-me a banha toda a sair das calças, mal consigo andar e respirar, quanto mais sentar-me - e isso nota-se. Sinto-me muita mal, mas estou numas calças 38!!!" Who cares?????? Ninguém vai dentro das calças ver de que tamanho são, certo? Porque é que não compramos o 40, se é mais confortável e nos fica melhor? Beats me! "Traga-me umas 38 que eu encolho a barriga. E como ainda tenho uns quilinhos para perder, daqui a nada nem preciso de encolher a barriga!" - pois, pois...

As dicas do feitio e do tamanho aplicam-se também a calças sem ser de ganga, ok? Quanto a cores, se está grandinha fuja das cores muito claras ou muito vivas... só vão aumentá-la! Branco, rosa claro, bege claro - use com moderação e cuidado com as combinações. Cores vivas tipos rosa-choque ou verde-bandeira estão na moda, é verdade! Mas mais importante que andar na moda é andar bem vestida. E, a não ser que queira chamar a atenção para o seu tamanho, o ideal é ir para cores mais neutras e apostar nas cores na parte de cima.

Quanto a padrões, as calças clássicas com risquinha na vertical são as que mais favorecem. Padrões grandes na parte de baixo do corpo são um risco que não precisa de correr. Mais uma vez, aposte nos padrões para o top.

E pronto, de calças estamos faladas! Agora é ir ver o armário, procurar as calças que se enquadram nestas dicas, eventualmente comprar um parzito (das mais baratas, vá, que a vida não está para gastos) e experimentar! Depois digam-me o resultado!

Próximo tema, alguém tem preferência: Tops, saias, vestidos, interiores, sapatos... aceito sugestões!



1 comentários:

Anónimo disse...

ahaha gostei do desabafo!

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...